Cuidar de viver com lúpus e fibromialgia

O lúpus eritematoso sistêmico (LES), conhecido como lúpus, é uma doença crônica (de longa duração) que causa inflamação, que pode causar danos irreversíveis a múltiplos órgãos.

O sistema imunológico protege o organismo , no lúpus, o sistema imunológico falha e ataca a si próprio, aos tecidos do próprio paciente, de modo que o lúpus é uma doença auto-imune. A causa exata desta doença é desconhecida. “Não é possível evitá-lo”, diz a reumatologista Claudia Vera Barrezueta.

Por outro lado, a fibromialgia é uma doença crônica que causa dor generalizada, sensibilidade em determinados pontos específicos, cansaço, distúrbios do sono, depressão, ansiedade, enxaqueca, entre outros sintomas. “Não é uma doença auto-imune, nem é baseada em inflamação; também não é possível evitá-la”, acrescenta Vera.

O reumatologista Andrés Zúñiga explica que ambas as doenças podem ser confundidas com outras patologias, devido a sintomas comuns como dor poliarticular.

A fibromialgia pode ser detectada na medicina geral, com bom histórico médico e exame físico, aplicando os critérios mais recentes do American College of Rheumatology, após exclusão de doenças semelhantes. Não há provas para diagnosticá-lo. Em contraste, no lúpus, a detecção é complexa e deve ser feita por um reumatologista.

Luis Zurita, chefe do Serviço de Reumatologia e diretor de ensino do Hospital Omni, explica que a detecção do lúpus é realizada com o apoio de exames laboratoriais, principalmente anticorpos antinucleares, anti-Dna e complemento. Para o especialista, é fácil diferenciar entre os dois “o principal problema ocorre quando ambas as doenças coexistem”, diz o médico.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *